Ligue pra gente:
(31) 2122-3300

Endereço:
Av. do Contorno 3.197 - Belo Horizonte
Veja o mapa

Neurofisiológico

A Neurofisiologia é uma sub-especialidade médica que abrange o estudo da fisiologia do sistema nervoso de pessoas em que o seu funcionamento se presume poder estar alterado, com vista ao estabelecimento de um eventual diagnóstico de doença neurológica.

Orientações Gerais para exames

  • Chegar com 15 minutos de antecedência
  • Trazer os exames anteriores
  • Trazer o pedido de exame(s)
  • Trazer a carteirinha do convênio
  • Apresentar Carteira de identidade

Exames Efetuados:

Eletroneuromiografia

A Eletroneuromiografia introduzida na década de 40 no auxílio tanto de diagnósticos, quando de prognósticos e também no auxílio terapêutico de doenças do sistema neuro muscular, vem inovando com o surgimento de aparelhos de alta tecnologia que nos permite fazer um diagnóstico mais preciso, melhorando muitas vezes o prognóstico destes doenças, uma vez que tratamentos medicamentosos ou mesmo cirúrgicos, podem ser realizados de forma mais precoce.

Sintomas muitas vezes vagos com dores ou parestesias inexplicáveis, sensação de inchaço sem o correspondente aumento de volume do segmento, fraquezas musculares, distúrbios de sensibilidade, tremores, espasmos... podem ser sintomas iniciais de doenças do sistema nervoso ou muscular, que são facilmente diagnotiscadas pela eletroneuromiografia.

Diferentemente de exames como a tomografia, ou a ressonância magnética que nos mostram topograficamente uma alteração, a Eletroneuromiagrafia é um exame funcional, por medir através de um registro a atividade elétrica gerada no sistema neuromuscular.

Dado o interesse é que até 80% das pessoas com mais de 40 anos tem alterações nos exames de imagem, sem apresentar sintomatologia. Então se pensarmos em um paciente com dores em coluna vertebral, teremos um leque enorme de patologias que poderiam ser as causadoras destas dores como Síndrome Facetaria, Síndrome Miofascial, Contraturas, Espondilite Anquilosante... neste caso o único exame que nos mostraria se funcionalmente uma alteração vista numa TC ou numa RNM seria a causa do distúrbio seria a Eletroneuromiografia que é utilizada para o estudo da lesão, para análise se o comprometimento é medular ou de raiz nervosa e sendo nisso os exames deveriam ficar para uma fase pré operatória, se o paciente não melhorasse com todas as medidas já instituídas.

Objetivos da Eletroneuromiografia

  • Identificar topograficamente a lesão (medula, raiz, plexo, nervos, periféricos, junção neuromuscular, músculo);
  • Quantificar o grau de acometimento;
  • Fazer um prognóstico mais preciso.

Patologias diagnosticadas pelaEletroneuromiografia

  • Doenças do Neuromnio Motor

    • Poliomeilite;
    • Traumas;
    • Compressões;
    • Vasculopatias;
    • Espondiolose Cervica;
    • Esclerose lateral Amiotrófica;
    • e outros...
  • Radiculopatias

  • Plexopatias

    • Lesões do Plexo Braquial;
    • Síndrome do Desfiladeiro Torácico;
    • Lesões do Plexo Lombo Sacro.
  • Lesões de Nervos Periféricos

    • Agudas: Lembrar que as alterações nas medidas de condução serão vistas a partir do sétimo dia e os sinais de desnervação em torno de 21 dias;
    • Crônicas: Síndromes compressivas (Síndrome do Túnel do Carpo).
  • Polineuropatias

    • Tóxicas (Drogas, Metais Pesados);
    • Metabólicas (Diabetes, Uremia);
    • Carências (Alcoolismo);
    • Infecciosas e Pós Infecciosas (Síndrome de Guillian-Barré, Hanseníase);
    • Inflamatórias (Polliarterite Nodosa, Lupus Eritematoso sistêmico, Artrite Reumatróide);
    • Paraneoplásicas (Carcinomas, Mielomas);
    • Hereditárias (charcot Marie Tooth);
    • Tóxicas (Etanol, Corticóides, Agentes Redutores do Colesterol, Cloroquina);
    • Inflamatórias (Polimiosite e a Dermatomiosite);
    • Infecciosas (Sacoidose, Toxoplasmose).
  • Doenças da Junção Neuromuscular

  • Miastenia Gravis

  • Síndrome miastênicas

Potencial evocado somato sensitivo

São testados colocando-se eletrodos na região supero lateral do couro cabeludo (lobo parietal) e vértex estimulando as fibras sensoriais somáticas do nervos membros superiores e inferiores de cada lado separadamente, através de choques elétricos de baixa intensidade. Estudam a integridade da vias somato sensoriais periféricas e centrais e analisam o percurso do estímulo até sua chegada ao córtex pariental. Medem a atividade elétrica em determinadas áreas do cérebro e da medula espinhal, são utilizados porque podem indicar problemas ao longo dos caminhos do nervo que são demasiados sutis para aparecer durante o exame.

Quando solicitar o exame de potencial evocato?

  • Suspeita de Esclerose Múltipla;
  • Avaliação Funcional da Medula em casos de Lesão Medular traumática ou compressiva;
  • Suspeita de Radiculpatia ou Plexopatias;
  • Sintomas sensoriais sem explicação ou de natureza indeterminada;
  • Prognóstico do Coma;
  • Pesquisa de Lesões Medulares Subclínicas;
  • Monitorização Intra Cirúrgica;
  • Suspeita de Impotência de Causa Neurológica;
  • Suspeita de Lesão de Nervos Periféricos;
  • Prognóstico de Lesões Medulares.